Diocese de Sobral - Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Reriutaba CE
Home » , » Bíblia muda rumo na vida de jovem após falecimento da mãe

Bíblia muda rumo na vida de jovem após falecimento da mãe

Postado por Jardel Viana segunda-feira, 2 de setembro de 2013 | 05:14

Os cristãos consideram a Bíblia um livro sagrado, a Palavra de Deus para a humanidade. O jovem católico, Kaique Duarte também acredita nesta verdade e busca um contato diário com a Sagrada Escritura, utilizando-a como orientação para sua vida. 
Segundo Kaique, a Bíblia, celebrada pela Igreja neste mês de setembro, é um caminho para o encontro com Deus em meio à pluralidade de opções do cotidiano. "Hoje com tanta coisa pra ler, assistir e fazer, a Bíblia se torna um ponto culminante de encontro verdadeiro com Jesus, é a oportunidade que tenho de aprender com Ele um pouco mais todos os dias", afirmou o jovem de 19 anos, residente em Teófilo Otoni (MG). 
Estudante de Ciência e Tecnologia, Kaique faz o estudo bíblico todos os dias e busca levar os ensinamentos de Cristo para as situações do dia a dia. Na leitura da Bíblia afirma ouvir a voz de Deus e buscar os nortes para sua vida pessoal. Segundo ele, nenhuma decisão é tomada sem antes recorrer à Palavra de Deus. 
De fato, Kaique relata como a leitura bíblica influenciou suas decisões em um momento marcante da sua história: a perda da mãe, em 2011. No mesmo período, ele começaria a cursar Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais. O jovem já havia perdido o pai anos antes, ficando somente com uma irmã. Diante disso, precisou escolher entre estudar ou cuidar da irmã. "Eu me vi em meio a uma decisão complexa e que mudaria os rumos da minha vida", recordou.

A decisão
Em meio à dúvida, Kaique procurou direção na Bíblia. "Foi quando Deus falou comigo por meio da passagem de Eclesiastes, capítulo 3, que afirma haver um tempo para tudo. Senti Deus me dizendo que não deveria ser impaciente e soubesse esperar o tempo certo. Desde então, optei por não fazer o curso e ficar em minha cidade. Tenho trabalhado muito o meu relacionamento com a minha irmã, e creio que se eu tivesse saído da cidade para cursar medicina, nem mesmo teria chegado onde estou hoje", disse o jovem, convicto. 
A certeza de que esta palavra se tratava de uma inspiração divina veio por um discernimento espiritual. "A palavra confortou meu coração", afirmou. "Era algo que eu já sentia e se confirmou na leitura dela. Eu realmente poderia ter ido embora, até mesmo para mudar de ambiente e mascarar a dor da perda, mas a partir dessa palavra eu escolhi o desafio de ficar e encarar para que minha dor não virasse um 'fantasma' que pudesse me escravizar e me atormentar". 
Diante disso, kaique explica que preferiu dar atenção a essa inspiração interior a tomar uma decisão racional e evitar um possível erro. "Eu posso tomar as decisões por mim mesmo sem refletir ou orar, sou livre pra fazer isso, porém não é conveniente que eu faça, porque as minhas vontades são falhas e egoístas mesmo sem que eu perceba", salientou.

O jovem, empenhado nos trabalhos de evangelização da Igreja, terminou o Ensino Médio em 2011; prestou vestibular e passou em três Universidades renomadas do país: Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade de Viçosa (MG) e Universidade Federal de São Paulo. Ambas para o curso de medicina. Após a escolha por ficar próximo à irmã, Kaique optou por cursar uma faculdade de Ciências e Tecnologia, na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha, em Teófilo Otoni.  
Para Kaique, ser um jovem contemporâneo, que busca alimentar a vida com a Palavra de Deus (para alguns, "ultrapassada"), representa um grande desafio, porém, viável e satisfatório, segundo ele. E testemunha que aquele que “busca conhecer a Palavra e praticá-la é muito mais feliz do que se vivesse nos padrões do mundo".
"Os tempos mudam é claro, porém, os ensinamentos de Jesus são imutáveis, e é perfeitamente possível vivê-los atualmente, não burlando aquilo que a Palavra diz, mas atualizando-a em minha vida, não de acordo com a minha conveniência, mas de acordo com o desejo pela santidade", reforçou.
A interpretação dos textos bíblicos

Não "burlar" aquilo que a Bíblia diz significa para Kaique interpretá-la segundo o Magistério da Igreja Católica, ou seja, segundo o discernimento dos Papas e bispos. Para evitar possíveis interpretações distorcidas, o jovem explica como procura entender o que está nos textos bíblicos. 
"Existem pontos na Sagrada Escritura que são metáforas, mas mesmo assim o ensinamento transmitido por meio delas é muito grande e essencial. É difícil saber aquilo que é ou não linguagem metafórica, por isso que eu sou muito cauteloso na hora de interpretar pontos que me deixam com uma 'pulga atrás da orelha'. Às vezes, não tem jeito, tenho que recorrer a um Padre para saber interpretar de maneira correta aquela parte", disse. 
Outro recurso utilizado por ele é o Catecismo da Igreja que apresenta a doutrina católica, assim como, a interpretação bíblica a partir da “Sagrada Tradição”, do Magistério, dos dados bíblicos contextualizados na cultura e história da época. 
O sacerdote da Comunidade Canção Nova, padre Roger Araújo, dá mais detalhes sobre como os católicos devem se relacionar com a Bíblia e como interpretá-la corretamente, sem distorcer o que a Igreja ensina.

Fonte: Canção Nova



Compartilhe nossos Artigos :

0 comentários:

Queremos sua sugestão

Deixe seu'Comentário aqui... !

Seja Mais Você também um Dizimista

Seja Mais Você também um Dizimista

Papa Francisco

Papa Francisco

Bispo Diocesano

Bispo Diocesano

Nosso Pároco

Nosso Pároco

Nossa Padroeira

Nossa Padroeira

Liturgia Diária

Faça seu Pedido de Oração

Terço Online

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Proudly powered by Blogger
Copyright © 2011. Capela de São João Batista de Riacho das Flores - All Rights Reserved
Template Design by Creating Website Published by Mas Template